sábado, 19 de julho de 2008

Vigilância (Surveillance) - Parte II

Tal como previa, eis as "Estrelas do Público" (apenas na edição em papel ou digital a pagar):


(carregar na imagem para a ampliar)

Agora comparem-no com o "estrelar" de Angel – Encanto e Sedução de François Ozon aqui, muito longe, decerto, do apodo de «juvenil e inconsequente», mais dentro da categoria «chinelada melodramática e lamechice sabrínica», mas isso sou eu e os meus devaneios pueris pelo grindhouse*.

*Nota: por acaso, género que não suporto de todo.

4 comentários:

luís disse...

Giro estar lá o nome do Mário J. Torres quando não classificou nenhum dos filmes. Eu gostei muito dos três filmes que vi do Ozon: Le temps qui reste, 8 femmes e Gouttes d'eau sur pierres brûlantes. Como o Angel parece afastar-se muito do que gostei nestes três filmes não ando com muita vontade. Hoje vi o casamento do meu melhor amigo no canal hollywood. Isso sim, é cinema de qualidade.

luís disse...

Quanto ao Vasco Câmara eu sempre tive a ideia de que deve ser um homem muito infeliz, porque se se fosse a fazer a média de todas as classificações que ele já deu no Público ela deveria andar pelo 2, o que me leva à questão: se o homem odeia mais de metade dos filmes que vê, porque é que continua a ir ao cinema? Sempre achei que deverá ser um interessante caso de masoquismo.

AMC disse...

Ó Luís,
Suponho que estavas a ser irónico com o Casamento de meu.... Curiosamente, apanhei a minha mulher a vê-lo no Hollywood e disse-lhe que não sabia como conseguia ver aquele filme, ainda por cima pele enésima vez...
Quanto a Ozon, não se compreende o seu último filme, ou a necessidade de dar corpo a um melodrama do mais banal possível. Estou de acordo contigo, especiualmente em O Tempo que resta, 8 Mulheres, não vi o Gouttes d'eau sur..., tal como não vi o recomendado Sitcom (a sua 1.ª longa-metragem), mas não perdi os excepcionais Swimming Pool, 5x2 e Sob a Areia, que alia´s constam da minha videoteca.
Quanto aos críticos, já há muito que me deixei de orientar pelas suas opiniões. Mas que algumas irritam, irritam!

luís disse...

Como me foi possível esquecer o Swimming Pool. Já o vi várias vezes e também gosto imenso. Falhou-me.
Eu gostei do Casamento do meu melhor amigo, tendo em conta as circunstâncias: sábado à tarde, não muito tempo depois do acordar, o barulho do aspirador ao fundo, etc. A Julia Roberts é uma delicinha e o Rupert Everett também não vai nada mal. Daqui a duas semanas não me lembrarei do filme mas há tantos outros bons dos quais não me lembro depois. Deixei de me preocupar com isso.
Tenta ver o Gouttes. Se bem me lembro é baseado numa peça escrita pelo Fassbinder mas posso estar errado.
Opiniões são opiniões. Eu não ligo às dos críticos, nem às dos não-críticos, nem às minhas. Sou mesmo um sacana dum niilista. Que espectáculo.