quinta-feira, 27 de março de 2008

Assim não há dúvida existencial que resista

Já me havia habituado a vê-lo assim, cabelo branco, rugas vincadas, em filmes de faca e alguidar, muitas vezes envergando um enorme par de óculos quadrados de massa. Tinha 93 anos:

Richard Widmark

Richard Widmark
(26 de Dezembro de 1914 – 24 de Março de 2008)

Um mecânica tétrica: este blogue, nos últimos dias, reaparece da bruma depressiva para anunciar mortes…

1 comentário:

Luís Graça disse...

Há um mês (ou coisa assim) fui à Cinemateca para ver um filme do Widmark, mas a bobina não tinha chegado.Estava longe de imaginar que ia morrer.
Lembro-me de um documentário com Bloopers em que ele aparecia de soldado americano da II Grande Guerra, a fumar um cigarro e a dizer:
"Sabes do que eu gostava? De me lembrar do que tinha a dizer..."
Um grande Senhor do cinema.
Já não se fabrica.