segunda-feira, 4 de dezembro de 2006

Minguante n.º 3

Eis a 3.ª edição da Minguante. Desta feita, conta com a minha participação na qualidade de autor de uma micronarrativa que, diga-se, irrompeu como extensão da minha curta biografia de eterno desassossegado.
O tema desta edição é a “Traição”.
A revista
Minguante, de periodicidade bimestral, surgiu, em boa hora, para divulgar o mundo fantástico da minificção (micronarrativa) e as suas potencialidades como veículo privilegiado de divulgação cultural dada a inexorabilidade da vida quotidiana.

Consta do editorial da edição número três:
«Três é a conta que Deus fez, diz o povo e, provavelmente, com razão. O n.º 3 da Minguante aparece, precisamente, no mês do Senhor.»

E eu acrescento, também corresponde aos 3 vértices do triângulo maçónico que poderá representar vários tríplices “luz, trevas e tempo; passado, presente e futuro; sabedoria, força e beleza; nascimento, vida e morte; liberdade, igualdade e fraternidade” (fonte:
www.maconaria.net*)


A última parte deste texto leva-me à formulação de um pergunta assaz ingénua: do esoterismo para o exoterismo?

*sem o "ç" soa mal...!

1 comentário:

hmbf disse...

Com o "ç" também não soa lá muito bem. :)