quinta-feira, 22 de março de 2007

The hunter has become the hunted!

Aí está Michael Moore e o reverso da medalha.
O documentário Manufacturing Dissent, entretanto estreado nos Estados Unidos, realizado pela dupla canadiana Rick Caine e Debbie Melnyk, assumidos militantes de esquerda no espectro político, está a deixar a mascote da Velha Europa num confrangedor mutismo.

O trailer:



Será que este documentário irá merecer a Palma de Ouro no próximo Festival de Cannes?

3 comentários:

hmbf disse...

Não era para comentar, até porque sou fã de Moore, não só o Michael, e fica mal a um fã chamar a atenção para factos, como sói dizer-se, incontornáveis: Michael Moore é realizador de documentários; Bush é presidente da nação mais poderosa do mundo. Alguma diferença? Um documentário sobre o segundo interessa-me, um documentário sobre o primeiro cheira-me a... hmmmm... deixa-me estar calado.

AMC disse...

Henrique,
Tanto um como o outro são pessoas que estão longe (bem longe) da minha admiração. Ambos usam o poder (um de Estado - com tudo o que isso implica nos outros poderes - e o outro o mediático) para manipular.
Quanto ao resto remeto-te para o que disse neste texto, que publiquei em Julho de 2007 no Porque (e isto, se tiveres paciência em ler-me).

hmbf disse...

Meu caro, tenho muito gosto em ler-te mas, para já, ficarei só por aqui. Amanhã lerei o post no Porque. Não quero, porém, deixar passar isto: Moore tem todo o direito de manipular, é um realizador de documentários (há muito que o documentário deixou de ter pretensões científicas acerca do que quer que seja, se é que alguma vez as teve); Bush não tem esse direito. Mas não me interessa este tipod e comparações sem sentido. O que está em causa é o documentário sobre Moore. Quam são Rick Caine e Debbie Melnyk? Porquê um documentário sobre Moore? Por que não? Será o realizador de Bowling For Columbine assim tão importante que justifique um documentário de... Rick Caine e Debbie Melnyk? Pretendem mostrar o quê? Que Moore é um manipulador? Mas não estão todos fartos de saber isso? E isso é mau?